Banner Concerto Agostinhos_Prancheta 1
Armada Site_Prancheta 1
Campanha de Vacinação antirrábica
VER +
Atendimento
Agenda
Notícias
Encerramento do Curso 2021/2022 da Universidade Sénior Padre Joaquim Espanca de Vila Viçosa

Encerramento do Curso 2021/2022 da Universidade Sénior Padre Joaquim Espanca de Vila Viçosa

Numa altura em que o envelhecimento progressivo da população constitui já uma caraterística marcante da estrutura demográfica portuguesa, a Universidade Sénior Padre Joaquim Espanca de Vila Viçosa, organizou a Cerimónia de Encerramento do Curso 2021/2022, que teve lugar, no dia 24 de junho de 2022,  na sede da Universidade calipolense, contando com uma elevada participação de alunos e de professores. A Dr.ª Mónica Lobo, Vereadora da Câmara Municipal de Vila Viçosa,  após umas breves palavras de boas-vindas, deu início aos trabalhos. De acordo com a oradora, a apreciação global deste Curso é positiva e foram cumpridos os seus objectivos, bem como executada a grande maioria das atividades do seu Plano. Noutro momento da sua intervenção, agradeceu a colaboração dos professores, enaltecendo a sua dedicação, assim como de todos aqueles que colaboraram neste Curso. Depois, referiu  que no próximo projeto serão apesentadas algumas inovações e aperfeiçoamentos, sobretudo, ao nível do elenco de disciplinas e do Plano de Atividades, na lógica de uma maior flexibilidade. Concluiu, fazendo um apelo à participação dos alunos, que são o principal alvo deste projeto. Em seguida, o Dr. Tiago Salgueiro, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila Viçosa, tratou de mostrar a importância da Universidade Sénior e, mormente,  da relevância da participação dos discentes em atividades letivas, culturais e sociais. Disse ainda que precisamos sempre de reexaminar e de repensar o que fazemos e que devemos estabelecer redes de  diálogo com o fim de aperfeiçoar e ampliar este projeto. Então, salientou a necessidade de melhorar, conjuntamente, a capacidade de resposta, a adequação à realidade da Universidade de Vila Viçosa e aos intereses e motivações dos seniores. Finalmente, reiterou a total disponibilidade da Câmara Municipal de Vila Viçosa para prosseguir com este projeto, num clima de diálogo e de participação dos alunos. O Dr. Licinio Lampreia, ao fechar o ciclo de intervenções, afirmou  que a Universidade local cumpre um labor cultural e social de grande alcance, no âmbito da ocupação enriquecedora dos tempos livres, de partilha de experiências e de perspetivas de vida. Disse ainda, que este é um momento adequado para repensar e continuar a participar neste esforço coletivo de aperfeiçoar e ampliar o modelo organizativo, educativo, cultural e social da  Universidade Sénior de Vila Viçosa. Em seguida, vários alunos usaram da palavra para expressar a sua confiança a  adesão a este projeto, colocando a tónica no seu importante labor em prol do estabelecimento de redes de sociabilidades  e, em geral, da  qualidade de vida dos seus alunos. Os trabalhos prosseguiram com a entrega dos diplomas aos alunos inscritos no Curso 2021/2022. Em resumo, um dia de diálogo, de aproximação e de convívio entre todos os participantes nesta Cerimónia, que assinalou o final das atividades do Curso 2021/2022, dando início a um período de férias.
27 de Junho
Parque Canino Cãollipole Já Abriu

Parque Canino Cãollipole Já Abriu

O Município de Vila Viçosa disponibiliza, desde o dia 26 de junho, o primeiro parque canino do concelho e o qual se designa por “PARQUE CANINO CÃOLLIPOLE”. Sob a responsabilidade da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Conceição e São Bartolomeu e a quem a Câmara Municipal de Vila Viçosa agradece, este parque totalmente dedicado aos companheiros de quatro patas, está situado no extremo norte da zona verde da Zona Industrial de Vila Viçosa (ZIVV), cujo acesso é feito através do cruzamento da Avenida do Alandroal, da Rua 1º de Maio e da ZIVV, em Vila Viçosa. O referido parque disponibiliza alguns equipamentos de treino e lazer para estes animais de estimação, assim como, um bebedouro, um dispensador de sacos para dejetos caninos e uma antecâmara de proteção de acesso ao local. Com cerca de 500 m2, este espaço pretende dar resposta a uma necessidade crescente no Município e apela a todos os seus utilizadores ao cumprimento das normas de utilização, das quais destacamos: - Manter a porta fechada; - Manter o cão sob vigilância constante; - Ter a trela sempre à mão; - Os cães devem estar licenciados, registados, vacinados e desparasitados interna e externamente; - É obrigatória a recolha dos dejetos caninos; - É proibido alimentar os animais; - É proibida a permanência de cães agressivos, de animais em tratamento médico e de cadelas com o cio. Uma vez que no nosso país, espaços como este, existem em número muito reduzido, esperamos que este parque seja o novo ponto de encontro dos nossos amigos de quatro patas!
27 de Junho
Numa noite estival, Alter do Chão recebe o “Triunfo da Primavera”: momentos cimeiros da Canção Europeia, com Carla Caramujo e Lígia Madeira

Numa noite estival, Alter do Chão recebe o “Triunfo da Primavera”: momentos cimeiros da Canção Europeia, com Carla Caramujo e Lígia Madeira

Numa noite estival, Alter do Chão recebe o “Triunfo da Primavera”: momentos cimeiros da Canção Europeia, com Carla Caramujo e Lígia Madeira Cineteatro de Alter do Chão acolhe recital da soprano Carla Caramujo e da pianista Lígia Madeira: “O Triunfo da Primavera: Canções de Debussy, Poulenc, Fragoso, Lacerda, Schubert e Wolf”. Visita à “Identidade e Património: A Vila e a Freguesia de Seda”, referências históricas do Alto Alentejo. “Economia, Sociedade e Biodiversidade: O Mel”, tema para uma acção em torno de um produto que é marca de sustentabilidade ambiental. 23/06/2022 - Transposta no calendário a fronteira do solstício estival, momento para celebrar o Verão, os campos alentejanos oferecem agora um cenário dourado, herdeiro do viço que a Primavera ali deixou. Em Alter do Chão, a 2 de Julho (21h30), o Cineteatro será o palco de mais um fim-de-semana sob os auspícios do Festival Terras sem Sombra (FTSS), em parceria com o Município local. O sexto momento da sua 18.ª temporada vai contar com um recital que visita obras de compositores portugueses, franceses e austríacos, num verdadeiro fresco musical à estação dos recomeços e da esperança. “O Triunfo da Primavera: Canções de Debussy, Poulenc, Fragoso, Lacerda, Schubert e Wolf” reúne, num programa excepcional, duas artistas de referência, Carla Caramujo e Lígia Madeira. Esta noite, em Alter do Chão, será um momento mágico para enveredar diferentes geografias musicais, com o denominador comum europeu, num fio musical que levará o público do século XIX ao período contemporâneo. Este projecto envolve cerca de centena e meia de alunos do agrupamento escolar de Alter do Chão que, acompanhados pelos respectivos professores, interagiram de perto com as artistas na preparação do concerto. Um trabalho de formação de novos públicos para a música erudita, interagindo de perto com as famílias, e cujos resultados vão ser dados a conhecer na mesma ocasião, através da iniciativa “Terras sem Sombra Kids”, do FTSS, numa exposição no Cineteatro de Alter. Carla Caramujo é uma das mais aclamadas sopranos portuguesas da actualidade, tendo vencido, entre outros certames, os seguintes: Concurso Nacional Luísa Todi, Musikförderpreis der Hans-Sachs-Loge (Nuremberga), Dewar Awards, Chevron Excellence e Ye Cronies Awards (Reino Unido). É diplomada pela Guildhall School of Music and Drama (Londres) e pelo Royal Conservatoire of Scotland (Glasgow). Tem realizado um brilhante percurso operático, brilhando em palcos da Europa, da América e da Ásia. Lígia Madeira, também distinguida em concursos de música nacionais e internacionais, actuou, na qualidade de solista, com a Orquestra Sinfónica da ESMAE, a Orquestra Sinfónica do Porto e o Coro da Casa da Música. Apresenta-se regularmente a solo ou em dispositivos de Música de Câmara. É professora de Piano no Conservatório de Música do Porto.   Identidade e Património Noutro horizonte temático, igualmente apegado aos valores culturais, a actividade que antecede o grande recital de sábado vai deter-se no tema “Identidade e Património: A Vila e a Freguesia de Seda”. Com ponto de encontro em Alter, neste mesmo sábado, na Casa do Álamo (15h00), belíssimo exemplar de uma antiga casa senhorial, os participantes serão convidados a conhecerem um território privilegiado do concelho, cujo povoamento ascende a épocas pré-romanas, testemunhado pelas antas ali identificadas. A presença romana na região, por seu turno, mantém-se intacta à passagem do tempo e das águas, como é o exemplo da ponte de Vila Formosa, ainda hoje em uso, a mais notável do Sul de Portugal. Do rico património local de Seda fazem parte, além de importantes monumentos religiosos, militares e civis, um acervo de tradições orais dignas de muita atenção e uma doçaria notável a vários títulos. A actividade sob o tema “Economia, Sociedade e Biodiversidade: O Mel”, proporá uma visita a um dos produtores do concelho, uma empresa de cariz familiar que se formou a partir do sonho de João Ferreira, nascido na Aldeia de Cunheira, e abarcou as duas filhas, Ana e Maria João. Em resposta à massificação da indústria moderna, João Ferreira decidiu regressar à sua terra. Aos 60 anos, realizou nada menos do que três cursos técnicos no Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa; inscreveu-se na Associação de Apicultores de Portalegre; chamou a família; e recuperou as centenárias oliveiras da propriedade e o método tradicional de produção de mel. Um caso de sucesso que ajuda a combater a desertificação do interior e pode servir de orientação a outros empreendedores.
23 de Junho
Documentos
Conhecer
Acessos rápidos
Alentejo Central

CIMAC

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central é uma pessoa coletiva de direito público de natureza associativa e âmbito territorial e visa a realização de interesses comuns aos municípios que a integram.
www.cimac.pt
Nome
Email