06 agosto 2018

Promoção do Projecto Alstones-Alentejo's Stones In The World (Alstones-Pedras do Alentejo no Mundo), em Lisboa: Uma Semente Que Deu Fruto

​​​​​​​​​​A Câmara Municipal de Vila Viçosa, em parceria com os Municípios de Alandroal,  Borba, Estremoz, Redondo, Reguengos de Monsaraz e Sousel está a organizar o projecto ALSTONES–ALENTEJO’S STONES IN THE WORLD (Alstones-Pedras do Alentejo no Mundo), que tem como principais objectivos promover a internacionalização da indústria da pedra natural do Alentejo, privilegiar a sua ligação com a arquitectura e com o design, reforçar os múltiplos contextos da aplicação da pedra ornamental no património e na arte e potenciar o fortalecimento das relações entre empresas, autarquias, universidades, arquitectos, industriais, designers e artesãos, numa lógica de inovação, empreendedorismo e desenvolvimento sustentável. A mostra de padra natural terá como palco privilegiado Vila Viçosa e ocorrerá entre os dias 19 a 28 de Jullho de 2019.   
                   
Demais não será referir  que a promoção e a divulgação evolutiva do evento, é, sem dúvida, uma componente primordial deste processo, com vista a vincular positivamente a sua imagem, a contribuir para a formação de opinião, a fomentar a captação de novas adesões e a alargar a sua influência geográfica. 

É justamente neste contexto que se inseriu a campanha de divulgação realizada em Lisboa, no dia 28 de Julho de 2018, que contou com a participação conjunta dos Municípios acima indicados e com o apoio da Casa do Alentejo e da Câmara Municipal de Lisboa. 

Sete municípios alentejanos com a música e a cultura alentejanas como denominador comum. Mas, comecemos pelo princípio. No último fim de semana de Julho, o ritmo muda e o palco é dado à música, ao folclore, ao artesanato e à dança. 

Foi a partir da concentração e do desfile de dois grupos, um na Praça do Comércio e outro no Chiado, que os organizadores da acção  desenharam o seu fio condutor. Como as águas de um rio que se separam e se reencontram, os grupos seguiram o seu curso desaguando no mesmo lugar: O Rossio, centro nevrálgico de Lisboa. Os grupos percorreram algumas das principais ruas e praças da capital, como a Praça do Comércio, a Rua Augusta, o Largo de Camões, o Chiado, a Rua Garret, a Rua do Carmo e  o Rossio, onde se concentram milhares de pessoas. Um dos pontos alto do evento, foi, porém, a actuação de todos os grupos participantes no Rossio, num ambiente de uma estridente sonoridade, de uma enorme beleza, de um cambiante colorido e de uma mostra da diversidade cultural e tradicional dos Municípios presentes, que despertou uma massiva adesão de público. 

Tudo isso se cruzou num autêntico concerto ao ar livre, graças ao trabalho artístico e empenhado de várias centenas de intérpretes, que fizeram um grande trabalho. Enfim, um verdadeiro espectáculo, mesmo fora do palco tradicional, mas num local lotado de pessoas que vão e vêm, em frenética voragem.

Tudo isto, foi acompanhado da distribuição de folhetos que permitiram uma apresentação genérica do projecto ALSTONES–ALENTEJO’S STONES IN THE WORLD  (Alstones-Pedras do Alentejo no Mundo), um dos principais objectivos desta iniciativa. 

Do programa de promoção do projecto Alstones–Alentejo’s Stones in the World (Alstones-Pedras do Alentejo no Mundo), destacou, ainda, a vertente do artesanato ao vivo, em que três artesãos trabalharam as técnicas utilizadas no fabrico  de peças de estanho​, de bordados e de barro, permitindo uma memória individual e colectiva e, em particular, um registo e uma transmissão de acontecimentos de geração para geração. Decorreu, ainda, uma prova de vinhos alentejanos. 

A visibilidade e a capacidade vertiginosa de replicação da notícia, como elementos difusores  de projectos e de ideias, num mundo que se tornou global  por via das trocas culturais e digitais,  constituem certamente o testemunho perene da importância deste projecto como tema de grande divulgação.

Em termos de balanço global, tratou-se de um importante projecto promocional e cultural, quer pela variedade e qualidade da sua programação, quer pela elevada adesão do público que superou largamente as previsões inicias. Acresce que uma das linhas-chaves do projecto passou pela estratégia de colaboração conjunta em que cada Município parceiro contribui subsidiariamente com um programa cultural de iniciativa própria que esteve na base da elaboração do programa final desta iniciativa.

 Album Fotográfico do Projecto Alstones-Alentejo's Stones In The World em Lisboa